Lilypie 1st Birthday Ticker
Sexta-feira, 30 de Setembro de 2005

a aguinha :)

Em bebé sempre adorei a água. Não água para beber, mas estar dentro dela :)
Uma vez no alentejo, em casa dos meus avós a minha mãe estava no quintal a lavar roupa num daqueles alguidares bem grandes, e eu andava sempre de volta. Depois a minha mãe precisou ir buscar qualquer coisa e pediu ao meu avô que tomasse conta de mim. Ele virou os olhos por um segundo para outro lado e eu enfiei-me para dentro do alguidar, sapatos e tudo :D
Outra vez no algarve, iamos a passar junto à piscina, e eu desatei a correr e atirei-me lá para dentro... um "camone" que lá estava devolveu-me à minha mãe hehe. Bem que ela conta que passava os dias a correr atrás de mim!
publicado por Claudia Borralho às 09:14

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Setembro de 2005

Está quase...

...já falta pouco para arranjar um quarto para a pequenada... Tenho é de ser um bocadinho mais paciente.
publicado por celta às 13:24

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Setembro de 2005

mãe em casa

Confesso que cada vez mais tenho a ideia de vir a ser uma "stay at home mum". As vantagens para as crianças são inúmeras. Poderia preparar-lhes todas as refeições, estar mais tempo com eles, ir buscá-los à escola, fazer actividades extra, dedicar-me aos meus hobbies e até poderia ter um trabalho part-time para uns trocos extra.
O inverso significa estar muito pouco tempo com os filhos, chegar a casa cansada e sem paciência, tudo para um mísero ordenado que provavelmente servirá na íntegra para pagar os infantários e as escolas que entretêm os filhos enquanto estamos a trabalhar para pagar o dito infantário... enfim, uma verdadeira bola de neve.
É óbvio que no caso de só um filho, realmente ainda sobra algum dinheiro para ajudar à economia familiar (continuamos é com o chegar tarde e cansados), mas com dois ou mais já acabaria a gastar mais com os infantários e atls do que o que ganharia.
Mas e depois quando os filhos crescem? Será possível um regresso à "vida activa"?

Mensalidade média

Sendo impossível estimar um valor médio dadas as diferentes premissas, poderemos considerar que, para que o seu filho frequente um infantário razoável numa das principais cidades ou na sua periferia, terá de suportar um valor que pode oscilar entre 260 e 400 euros.


http://bebe.sapo.pt/Xz655/528877%20.html



PS. A minha mãe nunca ficou em casa, aliás até sempre trabalhou em dois sítios diferentes para poder pagar entre outras coisas a mensalidade do colégio onde eu andava. Se por um lado não me lembro de ter sentido a sua falta, a verdade é que também nunca me senti muito próxima dela, existindo um grande afastamento entre nós, particularmente durante todos aqueles anos "teenager".
publicado por Claudia Borralho às 11:27

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Setembro de 2005

...

Shame on me :
Sorry
Is all that you can't say
Years gone by and still
Words don't come easily
Like sorry like sorry

Forgive me
Is all that you can't say
Years gone by and still
Words don't come easily
Like forgive me forgive me

But you can say baby
Baby can I hold you tonight
Maybe if I told you the right words
At the right time you'd be mine

I love you
Is all that you can't say
Years gone by and still
Words don't come easily
Like I love you I love you
publicado por celta às 15:02

link do post | comentar | favorito
|

...

Estou muito triste com o teu pai, Oriana.
Ele está sempre a fazer o mesmo. Detesto que me mintam, detesto que digam uma coisa e façam outra. Detesto que me deixem à espera.
Ele é tão parvo que não entende nada. Põe-se com desculpas e a dizer que para a próxima não sai com os amigos ou que leva o carro dele. Ele não percebe que não é aí que está o problema (se bem que não posso deixar de me lembrar que eu a ele nunca digo nada enquanto que ele não pára de repetir que eu não posso fazer isto ou aquilo... diz a brincar mas está sempre a dizer e isso marca, brincadeira ou não brincadeira).
Ele não percebe que o problema é dizer que vai e depois não aparecer. Ele não percebe que o problema é dizer que vai telefonar e depois estar tão divertido com os seus amigos que se esquece que eu existo, esquece-se que eu fiquei à espera daquele telefonema.
Ele não percebe como é injusto ele andar a fazer o que tem que fazer e depois achar que eu tenho que arranjar tempo para o entreter.
E depois põe-se com desculpas, eu detesto desculpas. Desculpas não me fazem sentir melhor. As desculpas servem só para o "mau" deixar de se sentir mal com o que fez.
Estou muito triste e desiludida.
O teu pai não percebe que se ele continuar a prometer e não cumprir, eu um dia deixo de acreditar nele, e deixo de ficar à espera.
publicado por Claudia Borralho às 10:16

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Setembro de 2005

Vida no Ventre

o coração do bebé começa a bater às 3 semanas de gestação, e tem o tamanho de uma semente de papoila :)
às 9 semanas começa a mexer-se

Vida no Ventre (in the womb)
- documentário National Geographic

http://apfn.ficheirospt.com/documentario/inicio.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/ate6semanas.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/9asemana.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/10semana.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/11semana.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/12semana.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/16semana.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/das18as24semanas.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/24semana.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/25semana.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/26semana_1.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/26semana_2.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/26semana_3.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/28semana.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/33semana.wmv
http://apfn.ficheirospt.com/documentario/38semana.wmv
tags:
publicado por Claudia Borralho às 12:29

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Setembro de 2005

:) happy

A barriga da cátia cresce a olhos vistos e devemos estar agora pelas 8 semanas! Estou bastante ansiosa para ver o que lhe diz a médica.
tags:
publicado por Claudia Borralho às 10:08

link do post | comentar | favorito
|

e quanto tempo vive o espermatozoide?

Depois das dicas descobertas ontem surgiu a dúvida sobre a duração de vida do espermatozoide dentro do corpo da mulher. Eu dizia que eram uns 3 ou 4 dias, o tiago dizia 24 horas. Sendo assim resolvi ir pesquisar. Mas parece que não somos só nós os dois a dizer sim ou sopas...


In the proper environment, such as the female reproductive tract beyond the cervix, sperm have a life-span of up to five days. In other environments, such as the vagina, sperm live only a few hours and even less than that outside the human body, exposed to the open air. The egg, on the other hand, has a life-span of only about twenty-four hours from the time it bursts from the ovary. So, fertilization can occur anytime live sperm meet up with a live egg, which can happen even if the sperm are deposited up to five days in advance of ovulation.
http://www.goaskalice.columbia.edu/0797.html


Sperm can live inside the female reproductive organs for up to seven days, based on current data; it was once thought to be less. An egg cell, ovum, can be fertilized for up to 48 hours following ovulation. This means an average woman can become pregnant if sperm comes in contact with her vulva or vagina during nine days, each menstrual cycle. The challenge lies in determining those nine days. As the rate of effectiveness of this birth control method indicates, that is not an easy task.
http://www.the-clitoris.com/f_html/qa_8/qa8_2.htm


Studies indicate that the sperm with the X chromosome - or female chromosome - have a longer life span than the male sperm (with the Y chromosome).
http://www.ovulation-calculator.com/pregnancy/gender-prediction.htm


The usual life span of a sperm is estimated to be about 24 hours; while the life span of ovum is estimated at 12 hours. So a coitus to be capable of fertilisation, must take place within twelve hours of ovulation (release of ovum from the ovary).
http://www.hindustanlink.com/sex/infertiliy-male.htm
(este era um site sobre infertilidade, quiçá não estariam a fazer as coisas mais difíceis para que as pessoas com este problema não se sintam tão mal)


Sperm are thought to retain fertilizing capability for up to 48 hours once they have entered the female genital tract, but it's possible their lifespan is even longer.
Sperm production by the testicle takes about 90 days; the immature sperm are then deposited in a receptacle called the epididymis. They remain there until the time of ejaculation, when they undergo further maturation and develop their swimming ability. We do not know exactly how long they live once they reach maturity. Optimal semen specimens occur with ejaculation every two or three days. As the length of time between ejaculation increases, the percentage of normal, motile sperm in a semen sample progressively decreases.
Repeated ejaculations at intervals of 24 hours or less may result in sperm depletion and a drop in numbers of 30 percent or more. Muscular contractions usually diminish with subsequent orgasms, which also contributes to lower sperm volumes and counts.
http://health.ivillage.com/infertility/infertmen/0,,5ll4,00.html


How long sperm can live in the open-air depends on the situation, what kind of environment it's in and how much sperm is present. But, on average, sperm can't live for much longer than a few hours in the open-air. It's important to remember that if sperm is inside a women's body, it can survive for up to seven days.
http://www.thesite.org/sexandrelationships/askthesiteqandas/sexualhealthqandas/thelifespanofsperm
publicado por Claudia Borralho às 09:59

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Setembro de 2005

escolher o sexo do bebé - verdade ou mito?

Pelos vistos existem algumas bases cientificas que permitem a elaboração de dicas para conceber meninos e meninas. Confesso que ainda estou um bocado pasmada com isto ;)

Dicas para conceber uma menina:

Frequency and Timing of Intercourse:
Shettles says in order to increase the chances of having a girl, you should have sex everyday from the end of your period up to 2 1/2 to 3 days before ovulation. After this point, do not have unprotected sex until several days past ovulation.
Intercourse further away from ovulation favors the larger slower moving X (girl) sperm. The weaker Y (boy) sperm will die more quickly in the more acidic preovulatory vaginal / cervical secretions and by the time of ovulation there will be a much larger concentration of X (girl) sperm available to fertilize the egg.

Sexual Position:
Shettles suggests that if you are trying to conceive a girl, shallow penetration from your partner, preferably with the missionary position, will deposit the sperm closer to the entrance to the vagina. This area is more acidic than closer to the cervix and acidity will work against the weaker "boy" sperm leaving more "girl" sperm available to fertilize your egg.

Sex and Orgasms:
When trying to conceive a girl, Shettles recommends that you don't orgasm during sex as the body produces substances after orgasm that makes the vaginal environment more alkaline, which favors the "boy" sperm.
The contractions which accompany an orgasm help move the sperm up and into the cervix, giving the "boy" sperm an extra chance at being available when your egg is available for fertilization.


Dicas para conceber um menino:

Frequency and Timing of Intercourse:
Shettles says in order to increase the chances of having a boy, you should have sex now earlier than 24 hours before ovulation to 12 hours after ovulation.
Intercourse closer to ovulation the faster but less robust Y (boy) sperm. The cervical mucus present at ovulation is less acidic and "slippery" enough to help the Y (boy) sperm reach the egg more quickly.

Sexual Position:
Shettles suggests that if you are trying to conceive a boy, deep penetration from your partner, preferably with the "doggy style" position, will deposit the sperm closer to the cervix giving the more aggressive and quicker moving "boy" sperm a head start to fertilizating the egg first.

Sex and Orgasms:
When trying to conceive a boy, Shettles suggests that orgasms during sex are a good thing as the body produces substances after orgasm that makes the vaginal environment more alkaline, which favors the "boy" sperm.
The contractions which accompany an orgasm help move the sperm up and into the cervix, giving the "boy" sperm an extra chance at being available when your egg is available for fertilization.

Considerations for the Men:
Have your partner wear boxers. Wearing tight fitting underwear increases the heat levels around the testes and can, in turn, lower the sperm count. Wearing loose fitting underwear helps keep the testes cooler.
Have your partner drink a caffeinated beverage right before sex. This makes the Y-Sperm more active.


source: http://www.babyhopes.com/

o livro: How to choose the sex of your baby
http://www.amazon.co.uk/exec/obidos/ASIN/038548562X/qid=1127296679/sr=2-1/ref=sr_2_9_1/202-5391404-2243850
publicado por Claudia Borralho às 10:52

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 20 de Setembro de 2005

data de concepção? lol isso só os pais é que sabem :)

Quando comecei a ir ao ginecologista alterei por completo a minha forma de tomar nota dos meus períodos. Antes tomava nota de todos os dias, e colocava um "P" vermelho em cada dia da agenda. Depois reparei que para o ginecologista o que interessava era somente o primeiro dia que tive o período. Nem sequer lhe interessava quantos dias eram, ou se no dia anterior da consulta tinha ainda estado com o período. Importante é o primeiro dia.
Eu sempre fui muito regular, vou ao calendário, conto os dias e quase que até acerto na hora a que me vou levantar para pôr o penso. Costumava ser assim: dois ou três dias de grande fluxo e depois mais dois de mijinhas, depois contava 25/26 dias para o próximo. Done, siga.
Com o tomar da pílula tudo mudou. Não cheguei a tomar a pílula durante muito tempo, acho que nem sequer chegou a um ano e mesmo assim experimentei duas diferentes.
Os meses que tomei a pílula foram dos piores meses da minha vida. Primeiro desregulou-me um bocado o ciclo (estranho não?), todos os meses a chegada do dito ia atrasando mais um dia. Sem chegar a perfazer um ano de pílula cheguei a ver que ia voltar a tomá-la sem o período chegar a vir... Depois foram as flutuações hormonais, engordei imenso e tinha alterações de humor e momentos de depressão extremamente drásticos. Um dia decidi deixar de tomar.
Continuei certinha, mas ainda hoje, vários anos depois de deixar a pílula, os meus períodos não têm nada a ver com o que eram (e a bela clara de ovo que tinha abundantemente antes de tomar a pílula só agora começa a dar uns ares de sua graça).
Agora os meus períodos não são os belos dos 5 diazitos no mês... agora são mais tipo os 10/15 dias do mês.
Começa devagar e é capaz de andar uma semana só a vir às mijinhas. Depois veêm os tais 2 ou 3 dias de grande fluxo, e depois mais uns 3 a 5 de mijinhas outra vez.
Eu considero o meu primeiro dia de período aquele em que começa a vir a sério. A partir desse dia conto 28 dias, que é quando volto a ter os primeiros dias de mijinhas outra vez.
Acontece que quando falei com a minha ginecologista sobre o facto dos meus períodos agora começarem pelas mijinhas, o que ela disse foi que não fazia mal... período é período. Mas quando for a altura de engravidar a data chave para quaisquer cálculos é o primeiro dia de período.
Esta será, provavelmente, mais uma questão a resolver com a minha médica na próxima consulta, é que se antes era só uma questão do período começar com mijinhas, para mim começa a ser desconfortável tê-lo durante tanto tempo.

Chegamos finalmente ao assunto do título :) O cálculo para a data do parto é feita a partir da data do primeiro dia do último período. Agora é que a coisa se complica, as mulheres têm ciclos diferentes, todos perfeitamente normais. E depois ainda há aquelas com ciclos irregulares.
No entanto os médicos já têm métodos eficazes para determinar o tempo de gestação de um feto. Ao fazerem a ecografia dizem logo o tempo que tem o feto e assim podem determinar com mais exactidão a altura do parto (é por isto que há por aí muitas futuras mamãs em que a barrinha lhes diz uma data de gestação e o médico diz outra ligeiramente diferente).
Claro que depois a criança também pode decidir por ela mesma quando quer sair :) Mas isso já é outra estória!
publicado por Claudia Borralho às 10:07

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.subscrever feeds

.o nosso bebé

Gabriel - 25 / 4 / 2007
Nasceu a 25 de Abril de 2007 às 40 semanas e 2 dias com 3450gr e 50cm com Apgar 10 logo ao 1º minuto! :D

.coisas da mãe

. Fiz eu!

. Ilha das Maçãs

.babies around us

Rafael - 06 / 04 / 2001
João Miguel - 09 / 07 / 2003
Marta & Beatriz - 13 / 04 / 2005
Bé (Beatriz) - 22 / 05 / 2005
Vasco - 21 / 08 / 2005
Gustavo - 18 / 11 / 2005
Matilde - 16 / 01 / 2006
André - 28 / 04 / 2006
João - 20 / 02 / 2007
Maria Leonor - 12 / 09 / 2007
Bernardo - 12 / 10 / 2007
Leonor - 2 / 12 / 2007
Rita - 6 / 12 / 2007

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.pesquisar