Lilypie 1st Birthday Ticker
Quarta-feira, 30 de Novembro de 2005

Tenho sonhado imenso...

Todas as noites sonho. Isto por si só já é extraordinário, mas torna-se ainda mais estranho sabendo que o tema é sempre o mesmo. Noite após noite o meu inconsciente prepara-me estórias e mais estórias sobre bebés e gravidezes. Geralmente são sobre bebés e gravidezes à minha volta, mas de vez em quando é um bebé para eu cuidar e ontem pela primeira vez sonhei que estava grávida. Uma grande barriga achatada (ao invés de bola de futebol) e dizia eu no sonho que estava prai com 3 a 4 meses e tinha descoberto há pouco tempo que estava grávida. Ora eu vou passando fases em que sinto mais aquela urgência de ser mãe, e agora por acaso até estou numa daquelas fases muito calmas, em que não se sabe muito bem quando nem se alguma vez acontecerá. Mas essa é definitivamente a parte psicológica da coisa, serão os sonhos uma urgência física? Ou será tudo ao contrário? Anyway... todas as noites estórias de mães, gravidezes e bébes estão na minha cabeça!
tags:
publicado por Claudia Borralho às 11:45

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Novembro de 2005

e ao 1º dia do ciclo (26/11)...

... como um relógio, o período lá apareceu. Nem podia ser de outra maneira, resta aquele dia estranho com um corrimento fora do normal.
publicado por Claudia Borralho às 15:51

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Novembro de 2005

antes que me esqueça

No dia 22 do ciclo deste mês (na noite de 16 para 17 de novembro) tive um pequeno corrimento castanho como se o período estivesse a chegar nos dias seguintes. Achei que era um ciclo muito curto mas não liguei muito. Entretanto chegamos ao dia 30 do ciclo e período nem vê-lo... Duvido muito que esteja grávida, até porque não houve grande possibilidade para tal, mas preocupa-me estes ciclos descontrolados com atrasos e corrimentos a meio do ciclo. Anyway, atrasado ele ainda não está, é esperar para ver.
publicado por Claudia Borralho às 14:16

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Novembro de 2005

:D

Hoje, às 17h38 o meu telemóvel manifesta-se e diz que lhe chegou uma mensagem escrita. Peguei nele e tinha à minha espera uma mensagem da Regina, amiga desde os meus 2 anitos e com quem tenho andado a tentar contactar no último ano sem sucesso, basicamente a rapariga nunca me atende o telefone! Mais surpresa ainda tive quando li a dita mensagem. Li e reli, aquilo parecia-me uma brincadeira, totalmente inacreditável. Tão inacreditável que contra o meu "better judgement" tive imediatamente que lhe ligar (aleluia! e desta vez ela até atendeu).

Reza assim a mensagem: O gustavo mia em vez de chorar, faz caretas feias, e - confirma-se! - tem o nariz do pai. Mas dorme como um colo e, garantem os pais babados, é o bebé + lindo.

Nasceu hoje às 3 da manhã, está tudo bem, a voz da mãe era de felicidade absoluta, e nasceu de parto natural, na MAC.


(até tremo de tanta emoção, apetece-me contar a toda a gente!!!!)
publicado por Claudia Borralho às 18:07

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Novembro de 2005

:|

Começo a sentir-me como a Carrie quando experimentou um vestido de noiva horroroso e teve um ataque de ansiedade tão grande que lhe provocou uma reacção alérgica... Eu não ando a programar casamentos ok? É que aquele típico casamento com as montanhas de convidados, o vestido, as quintas, as ementas, etc, etc... simplesmente não é para mim. Não, não e não!

... e por isto o pormenor de andarem por aí a espalhar o boato de que eu ando a falar sobre casamento até me dá arrepios, pô! eu só não quero é que as crianças sejam filhas de mãe solteira...
tags:
publicado por Claudia Borralho às 14:19

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

A Pergunta

Eu: "Jorge, quando me começam a falar em casamento... é grave?"
tags:
publicado por celta às 09:01

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Novembro de 2005

amoriiii....

(vê-se logo que vou pedir qualquer coisa, não é?)

...olha... eu sei que isto parece tremendamente antiquado, só que eu até sou uma menina tradicional, por isso quando eu engravidar, ou até antes disso, tu casas-te comigo, não é? É que eu não quero que os nossos filhos sejam registados como filhos de mãe solteira.
tags:
publicado por Claudia Borralho às 09:35

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Novembro de 2005

eu voto em gaijo!

No outro dia sonhei com a cátia. Fui vê-la e estava muito sorridente. A barriga já grandita e eu pus a minha mão na barriga dela e senti o bebé a mexer :)
Acho que vem aí um André... mas daqui por umas semanas já me confirmas, né?
publicado por Claudia Borralho às 11:23

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 11 de Novembro de 2005

future reference

http://www.dgert.msst.gov.pt/legislacao_seguranca/dec-lei_194_96.htm
publicado por Claudia Borralho às 14:33

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Novembro de 2005

Protecção no despedimento

A cessação do contrato de trabalho de trabalhadoras grávidas, puérperas ou lactantes, promovida pela entidade empregadora, carece sempre de parecer prévio da entidade que, no âmbito do Ministério do Trabalho e da Solidariedade, tenha competência na área da igualdade de oportunidades entre homens e mulheres.
O despedimento de trabalhadoras grávidas, puérperas ou lactantes presume-se feito sem justa causa.
O parecer referido deve ser comunicado à entidade empregadora e à trabalhadora nos 30 dias subsequentes à recepção do processo de despedimento pela entidade competente.
Se o parecer for desfavorável ao despedimento, este só pode ser efectuado após decisão judicial que reconheça a existência de motivo justificativo.
É nulo o despedimento de trabalhadora grávida, puérpera ou lactante caso não tenha sido solicitado o parecer, cabendo o ónus da prova deste facto à entidade empregadora.
A suspensão judicial do despedimento de trabalhadora grávida, puérpera ou lactante só não será decretada se o parecer for favorável e o tribunal considerar que existe probabilidade séria de verificação do motivo justificativo.
Se o despedimento de trabalhadora grávida, puérpera ou lactante for considerado inválido, esta tem direito, em alternativa à reintegração, a uma indemnização em dobro da prevista na lei geral ou em convenção colectiva aplicável, sem prejuízo, em qualquer caso, de indemnização por danos não patrimoniais.
publicado por Claudia Borralho às 14:46

link do post | comentar | favorito
|

.subscrever feeds

.o nosso bebé

Gabriel - 25 / 4 / 2007
Nasceu a 25 de Abril de 2007 às 40 semanas e 2 dias com 3450gr e 50cm com Apgar 10 logo ao 1º minuto! :D

.coisas da mãe

. Fiz eu!

. Ilha das Maçãs

.babies around us

Rafael - 06 / 04 / 2001
João Miguel - 09 / 07 / 2003
Marta & Beatriz - 13 / 04 / 2005
Bé (Beatriz) - 22 / 05 / 2005
Vasco - 21 / 08 / 2005
Gustavo - 18 / 11 / 2005
Matilde - 16 / 01 / 2006
André - 28 / 04 / 2006
João - 20 / 02 / 2007
Maria Leonor - 12 / 09 / 2007
Bernardo - 12 / 10 / 2007
Leonor - 2 / 12 / 2007
Rita - 6 / 12 / 2007

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.pesquisar