Lilypie 1st Birthday Ticker
Quarta-feira, 14 de Março de 2007

grrrrrr.... detesto burocracias!

Pedir baixa quando se está grávida é um processo muito complicado. Parece que ninguém sabe informar do que é necessário fazer e dos documentos necessários. Só mesmo outras grávidas que já tenham passado por isso é que conseguem explicar este processo tão manhoso!
Geralmente entregam-se os papéis na segurança social onde nos dizem que está tudo bem e devemos receber dentro de 20 dias. Um mês mais tarde voltamos lá porque não recebemos nada e outra pessoa já diz que a informação anterior era uma barbaridade e que no minímo levará um mês e meio. Depois de um mês e meio continuamos sem receber nada e se tivermos sorte a segurança social escreve-nos para casa a dizer que faltam os documentos X e Y. Finalmente entregamos os ditos documentos em falta e um mês mais tarde, finalmente recebemos.

Documentos a pedir para uma licença de maternidade por risco clínico:
1. Requerimento de licença de maternidade por risco clínico devidamente preenchido e assinado pela entidade patronal
2. Declaração do médico para a razão da baixa
3. Declaração de um médico do Serviço Nacional de Saúde em como se trata de uma gravidez de risco e indicando a data prevista do parto
4. Certificados de Incapacidade Temporária ao Trabalho, também conhecidos por CIT para todo o período de baixa. Considerando que o primeiro CIT só pode ser passado por um período de 12 dias, preparem-se logo para voltar ao médico e pedir o segundo e subsequentes, sendo que muito provavelmente o médico só passa um CIT de cada vez.

Eu trabalho numa empresa grande, tão grande que têm departamentos para tudo e mais alguma coisa. Departamentos que só atendem o telefone entre as 9h30 e as 12h e só atendem pessoas entre as 13h e as 16h.
Eu tenho de pegar nos papelinhos todos que estão atrás e pedir que sejam assinados pela minha chefia. Depois pego nos papelinhos todos e tenho que os enviar para um departamento que vai inserir os dias em SAP. Só depois dos dias inseridos em SAP posso pedir a outro departamento que me assine o requerimento, para depois ir finalmente entregar os papelinhos todos na Segurança Social. Como o primeiro CIT só tem 12 dias o último departamento desta grande empresa só me assina o papel quando aparecerem inseridos em SAP os dias todos (até à data prevista do parto). Como tal... sem papel não se pode fazer o pedido na segurança social.
Está-me a parecer que já só consigo pedir a baixa ao mesmo tempo que for pedir a licença de maternidade depois do bebé nascer, e nos entretantos não há guito para ninguém!

E para ajudar à festa... já repararam em como 90% dos medicamentos/vitaminas receitados para a gravidez não têm comparticipação? Centrum não tem comparticipação e o IVA é 21%, Neurobion não tem comparticipação mas só pode ser comprado com receita médica e o IVA é 5%, o Magnésio novamente sem comparticipação e IVA a 21%. Com comparticipação só o ácido fólico e o ferro. Isto significa que por mês gastamos só em medicamentos a módica quantia de 65€. Começo a achar que só os ricos podem ter filhos...
publicado por Claudia Borralho às 10:19

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sexta-feira, 9 de Junho de 2006

burocracia pós boda

É a chatice da actualização dos documentos pessoais e moradas.

Passo 1. Pedido de Certidão de Casamento - eramos para ter ido à conservatória mas acabei por pedi-la via internet, no Portal do Cidadão. Estamos a aguardar que chegue. Custo €15, mais uns trocos para o processamento e envio, no total €16,05.

Passo 2. Renovação do Bilhete de Identidade - Custo €7,05 para impressos, requisição e emissão. Atenção a este "pormenor".

Passo 3. Alteração de elementos na Carta de Condução - Custo €22 (ladrões!)

Passo 4. Pedido de alteração dos dados do contribuinte - A alteração da morada fiscal pode ser efectuada através do serviço "Alteração de Morada" no Portal do Cidadão. É necessário possuir senha de identificação para acesso ao site das Declarações Electrónicas (provavelmente também se pode fazer esta alteração directamente no site das Declarações Electrónicas). Sem custos, caso não implique a emissão de um novo cartão. Se implicar a emissão de um novo cartão de contribuinte - €5,90.

Passo 5. Outras alterações de morada - por exemplo: correspondência de bancos, CTT-Certificados de Aforro, etc. No banco pediram-me um comprovativo de morada para poder fazer a alteração, uma vez que todos os contratos lá em casa estão no nome do Tiago e não devo alterar a morada na carta de condução, não sei como é que vou fazer isto... (não me estou a ver a ir pedir um comprovativo à junta de freguesia).


Curiosidade: no serviço "Alteração de Morada" do Portal do Cidadão também se pode alterar a morada para onde é enviada a correspondência da EDP, EPAL, etc. Um jeitaço para quem tenha casas noutras paragens e prefere pagar as contas à medida que elas chegam, em vez de débito directo.
publicado por Claudia Borralho às 11:12

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2006

os mistérios da burocracia portuguesa

Depois de muito nos informarmos sobre o processo de casamento, fomos hoje até à conservatória dar início ao processo.
De acordo com as informações, levavamos as certidões de nascimento e os BI, pagavamos, assinavamos e era afixado o edital.
Na nan nan!
Afinal é assim: vamos lá um dia dizer que queremos casar,mostramos os BI e ficam já lá as nossas certidões. E marcam-nos um dia (daqui por um mês) para lá voltarmos a uma determinada hora e assinarmos os papéis. (bem que achei estranho quando li aqui que havia hora certa para ir à conservatória...) E pagar claro*.
E só depois é afixado o edital.

Ok... expliquem-me lá para ver se eu percebo. Porque não se podem assinar os papéis no mesmo dia? Será que os papéis ficam a fermentar durante um mês e exactamente áquela hora saltam cá para fora para os assinarmos?
Estou curiosissima para ver o dito papel que leva um mês para poder ser assinado. Deve ser feito em pergaminho pintado à mão por um frade da prússia.

A título de curiosidade, quando perguntei porque demorava tanto tempo responderam-me que era porque já haviam marcações...


Este tipo de coisa faz-me sempre lembrar o dia em que pedi um certificado qualquer lá na faculdade. Disseram-me que levava 2 a 3 semanas a ficar pronto. Eu que ia com esperanças que fosse só 2 ou 3 dias fiquei ultra desiludida. Nisto a senhora da secretaria pergunta-me assim: "Tem o dinheiro certo?" Eu tinha. Ela fez na hora o certificado em menos de 5 minutos.


*e o pagamento também não é bem o que estavamos à espera. É assim tipo... o dobro!
publicado por Claudia Borralho às 16:02

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Início do processo de casamento na conservatória do registo civil

Papéis entregues e preenchidos.

Conclusão: Temos de voltar mais tarde no dia 15 de março para assinar tudo outra vez. Porquê? porque hoje já tinham marcações... mas ela depois explica melhor

Burocracia Forever.

E este fim-de-semana vamos entregar mais convites a alguns familiares meus... Vamos a Pendilhe!!! ;)
publicado por celta às 12:51

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Fevereiro de 2006

tic tac

Aproxima-se o prazo para dar início ao processo civil.
Já há muitas pessoas que sabem, mas ainda muitas por convidar. Esta sexta vamos aproveitar a minha festa de anos para distribuir uns quantos convites (e convidar a minha madrinha) e depois temos que começar o processo de convidar as famílias dos dois lados.
Vamos começar a deixar de ter tempo... vai ser só trabalho e viagens.
Próximo fim de semana é a entrega dos electrodomésticos, mas ainda não sabemos se nos vão montar o esquentador.
No fim de semana a seguir é o encontro de tricot, mas eu não devo ir. Devemos aproveitar para ir mais uma vez ao ikea (e com sorte o sofá já terá chegado nesse fim de semana).
A seguir é o fim de semana para ir a Pendilhe e acho que só com muita sorte vamos conseguir convidar toda a gente daquela zona.
Depois ainda teremos de ir um fim de semana a aveiro, outro a ourém, convidar os meus padrinhos, ir à primeira prova do vestido.
O tempo a passar tão rápido e tantas coisas por preparar.

PS. e agora acabam de me ligar para confirmar os detalhes do cabeleireiro :)
publicado por Claudia Borralho às 10:42

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 3 de Fevereiro de 2006

conversa com o padre

Ontem foi dia da converseta com o padre.
Um bocadinho chatinho é verdade, mas não tão mau quanto poderia ser.
(pelo menos não mandou um bitate de nos ver na missa ou coisa do género)

O que achei piada foi a parte final. Entrevistar os dois em separado. Um de cada vez.
Tipo... vamos lá ver se as histórias dos dois condizem!


ps. da parte da igreja fica a faltar o CPM, que vai ser no final de abril e voltar à atalaia umas semanas antes do casamento para tratar do restante.
Teremos agora que dar início ao processo civil, para o qual já temos as nossas certidões de nascimento.
publicado por Claudia Borralho às 11:41

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2006

Sabiam que...

... Temos de ter uma Certidão Livre para casar? Esta certidão certifica que nunca antes fui casado pela Igreja...
publicado por celta às 13:12

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2006

já chegou!

Finalmente já chegou a minha certidão de nascimento :)
A minha mãe tinha-me dito que o meu pai me tinha ido registar logo no dia a seguir a eu nascer assim tipo: vá agora tenho que ir registar a menina!!!
Mas ela ainda devia estar sob o efeito da anestesia porque o meu pai só me registou no dia 14 :) O mesmo dia que depois lhe ofereceu os livros "Meu Filho Meu Tesouro" do Benjamin Spock.
publicado por Claudia Borralho às 10:12

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 5 de Janeiro de 2006

pedir certidões de nascimento

A certidão pede-se na conservatória onde foi registada, ou então online.
Online, ou já se sabe qual é a conservatória onde fomos registados ou procura-se de acordo com a localidade em que nascemos (a naturalidade do BI).
Eu sou natural de Alvalade / Lisboa, ou seja, 7ª conservatória de lisboa.
Ontem recebi um telefonema da conservatória porque não encontram o meu registo. A senhora anda desesperada a procurar.
Há muitos anos atrás não se registavam os bebés na conservatória da localidade onde nascem, mas sim na conservatória da morada da mãe.
Eu disse que era Marvila, na Rua Vale Formoso de Cima.
A senhora perguntou-se se eu não conseguia saber qual tinha sido a conservatória ou se tinha a minha cédula. Pois... não tenho e não queria estar já a contar aos meus pais para lhes perguntar isso.
Hoje a senhora liga-me novamente, está à procura de muitos processos e a ligar a toda a gente ;). Ontem esqueceu-se de anotar que a minha mãe morava em Marvila, e voltou a despedir-se como ontem: Deixe estar, vou lá então procurar na nona!

Continuas a achar que isto é rápido amori?
publicado por Claudia Borralho às 11:52

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 3 de Janeiro de 2006

papelada simplificada

Decidiu-se casar? Então terá de ter em atenção que a partir deste momento é desencadeado uma série de processos, mais ou menos complexos, de acordo com a cerimónia pretendida. Para poder efectivar a união tenha em conta os seguintes passos:

1. Reúna os documentos necessários, que são os seguintes:
*Bilhete de Identidade de cada um dos nubentes;
*Respectivas Certidões de nascimento, emitidas há menos de seis meses;
*Caso um dos nubentes seja estrangeiro terá de pedir na sua embaixada um certificado de capacidade matrimonial;
*No caso de não pretender casar segundo o Regime de Comunhão de Bens Adquiridos terá de apresentar a certidão da escritura ou auto da convenção antenupcial.

2. Dois a três meses antes reúna os documentos anteriormente referidos e dirija-se à Conservatória do Registo Civil para poder dar inicio ao processo de casamento.


No caso de pretender celebrar um casamento religioso ainda terá mais alguns passos a efectuar, para além dos anteriores.

*Dirija-se à Igreja onde pretende casar para preencher os papéis necessários;
*Caso um dos noivos não pertença à paróquia onde o casamento se vai realizar, este terá de obter junto do padre da paróquia da sua residência uma certidão onde confirma a "leitura de banhos" para entregar ao padre que vai celebrar o casamento;
*Após ter sido dada a autorização para que se efectue o casamento pelo Conservador, a Conservatória passa um certificado de capacidade matrimonial aos noivos, que tem de ser entregue ao padre para que o processo continue na Igreja;
*A igreja católica exige a prova de baptismo dos noivos, ou de um dos noivos, dado que já é permitido o casamento católico desde que um dos nubentes seja baptizado;
*No caso de apenas um dos nubentes ser baptizado é necessário efectuar um pedido ao Bispo para que o casamento se possa concretizar, pedido este feito pelo padre da paróquia onde o casamento se vai realizar.

http://www.e-noivos.com/
publicado por Claudia Borralho às 09:42

link do post | comentar | favorito
|

.subscrever feeds

.o nosso bebé

Gabriel - 25 / 4 / 2007
Nasceu a 25 de Abril de 2007 às 40 semanas e 2 dias com 3450gr e 50cm com Apgar 10 logo ao 1º minuto! :D

.coisas da mãe

. Fiz eu!

. Ilha das Maçãs

.babies around us

Rafael - 06 / 04 / 2001
João Miguel - 09 / 07 / 2003
Marta & Beatriz - 13 / 04 / 2005
Bé (Beatriz) - 22 / 05 / 2005
Vasco - 21 / 08 / 2005
Gustavo - 18 / 11 / 2005
Matilde - 16 / 01 / 2006
André - 28 / 04 / 2006
João - 20 / 02 / 2007
Maria Leonor - 12 / 09 / 2007
Bernardo - 12 / 10 / 2007
Leonor - 2 / 12 / 2007
Rita - 6 / 12 / 2007

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.pesquisar