Lilypie 1st Birthday Ticker
Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007

últimos dias

Tem havido tanto para contar que é mesmo uma pena não ter tempo para deixar aqui todas as novidades.
Esteve doentito com os vomitados que andam por aí a correr. Passou-lhe rápido, mas durante umas horas não era o meu filhote, só queria dormir, nem queria brincar.
Passamos uns dias muito maus com o regresso do berreiro e choradeira para dormir. Com paciência lá voltamos a entrar nos eixos, mas já está doentito outra vez (tosse, muita tosse, ranhoca e expectoração) voltou o mimo e o berreiro para dormir. Ainda por cima farta-se de acordar com a porcaria da tosse.
Anda animadissimo e frustradissimo com as suas tentativas de gatinhar ;) Agora coloca-se de gatas e fica ali a abanar-se para a frente e para trás a ver se avança. Está quase, quase!
Neste fim de semana também começou finalmente a diversificar os sons do palranço :) Eu que meses a fio sempre ouvi os mesmos sons agora parece coisa vinda do nada :)
publicado por Claudia Borralho às 15:08

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Novembro de 2007

a fada dos dentes

Anda a pairar lá por casa.

Já não chegavam os 4 a 5 babetes encharcados de baba por dia (quando costumavam ser 1 ou 2), os bonecos roçados violentamente contra as gengivas e mais rabujice que o habitual.
Agora deu-lhe para chorar desalmadamente para adormecer à noite.

Ontem estive cerca de 1h30 com ele aos gritos e a chorar, completamente cheio de sono, mas sem nunca adormecer. Acalmava um bocadinho ao colo, mas depois dava-lhe um repente e ainda ao colo desatava num pranto que só visto.

Às tantas desisti, fui-lhe aspirar o nariz, medi-lhe a temperatura (nada de febre) e espetei-lhe com um benuron no rabo (que eu sei lá se isto não são os dentes e o miúdo tá cheio de dores.
Ficou acordadissimo. Como tal sentei-o no chão para brincar a ver se se cansava (ao menos a gritaria de choro tinha acabado).

Quando já estava irritado lá voltei a tentar deitá-lo para dormir (já eram umas 21h e ele costuma adormecer às 19h), o pai finalmente chegou a casa e adormeceu-o em três tempos com um boneco de música.

Só vos digo, espero bem que seja dos dentes e que cheguem depressinha, não sei se aguento muito tempo a gritaria. Meu rico menino!
publicado por Claudia Borralho às 09:55

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Sábado, 18 de Agosto de 2007

sobre o berreiro

(um post matinal para não ser tão catastrófico)

Fome não me parece que seja, é verdade que lá para o meio da tarde às vezes fica irritado quando uma maminha se esgota, até seria engraçado de ver se não fossem as minhas maminhas a ser esticadas e pontapeadas :) Mas eu passo-o para a outra e ele mama até largar sózinho. Foram raras as vezes em que não ficou satisfeito com a segunda, mas quando aconteceu volta à primeira que já deve ter fabricado mais qualquer coisa e o puto fica feliz.
A dizer a verdade berrar, berrar é mais quando tento que durma e ou ele ainda não quer dormir ou já está exausto e precisa berrar para afastar todos os estímulos.
A verdade é que quando passamos dias e dias a ouvi-lo gritar tanto tempo, tantas vezes, o mínimo grito torna-se logo um grito a mais para os nossos ouvidos.
Ao final do dia não só o puto está cansado como eu também já estou muito cansada de o ouvir.
O não dormir de dia só me chateia porque noto que o bebé não está bem. Eu vejo que ele está cansado e que precisa de dormir. E depois ele grita, não é? Frustrante é mesmo não conseguir que ele durma o suficiente, é tê-lo a acordar a chorar em vez de a sorrir e tê-lo a mostrar sinais de cansaço quando ainda nem acordou bem.
É uma espiral de cansaço, não dorme bem, não mama bem, dorme ainda pior, mama muito agitado... até que finalmente cai a noite e ele adormece até ao dia seguinte.

A minha mãe diz que eu não chorava assim e que ela me pousava no berço e eu adormecia sózinha, mas eu sei que este feitiozinho sai todo a mim, TODO!!! E até já o pai fez notar que se a mãe nunca consegue dormir de dia é natural que o puto seja igual!
publicado por Claudia Borralho às 12:31

link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2007

o lado lunar

Eu tento não escrever no blog em dias maus, dias de gritaria sem fim, dias em que os sorrisos se contam pelos dedos da mão e os berros fazem muita dor de cabeça, já para não falar em muitas dores de alma.
Eu tento, mas estes dias também fazem parte e também devem ficar registados porque ser mãe não são só sorrisos, e não é maravilhoso como diz a sogra. Vai ser, mas é daqui por uns tempos quando o mau estiver esquecido e só ficarem os sorrisos.

Não sei o que fazer, aliás não sei o que ando aqui a fazer. O puto grita e berra o dia todo. Ri um segundo e berra durante o minuto seguinte. Berra porque está aborrecido, berra porque está cansado, berra porque tem fome, berra porque está farto daquela maminha, berra porque quer arrotar, berra porque se bolsou, berra porque está mijado, berra porque se cagou todo, berra porque tem a roupa molhada de tanto se babar, berra porque tem sono, mas só adormece depois de berrar até à exaustão e acorda 20 minutos depois a berrar...
Sinto-me totalmente incompetente de cada vez que leio em mais algum sítio que as mães aprendem a diferenciar os choros do bebé. Ele está quase a fazer 4 meses e para mim é tudo igual - palra em desagrado, grita e berra.

As avós não compreendem... "tu não choravas assim", "ele é um menino tão lindo, ele não chora, pois não?", "vai ver, ele agora dorme muito bem, está tão cansado". A piada é que depois ainda ouço a história da vez que vieram as visitas não sei de onde e o bebé não dormiu durante dois dias e duas noites e que se afligem é quando ficam todos vermelhos. Isso para mim acontece todos os dias, todo o dia. Até tenho vergonha de o dizer, mas há alturas em que estou desejosa que ele vá para a creche.

P1000349
publicado por Claudia Borralho às 18:26

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007

3 meses e meio

Continuas muito divertido a virares-te sempre que podes :) Cada vez o fazes melhor, já coordenas melhor os braços com o resto do corpo e já não ficas com o braço preso tantas vezes :)
Outra novidade divertida tem a ver com os sólidos :) Eu sempre quis dar mama em exclusivo até aos 6 meses. Agora já não tenho tanta certeza. Daqui por um mês o Gabriel já vai para a creche e eu não vejo forma de tirar leite para ele.
Quando tento ou não sai nada (umas gotinhas que nem enchem o fundo do biberão) ou então não sai mais do que cerca de 40ml / 50ml o que é muito pouco.
Tirei uma vez 100ml, mas foi a meio da noite porque acordei com duas pedras em vez de mamas e não conseguia dormir.
Continuo a acordar com os pedregulhos por volta das 6 da manhã, mas prefiro dá-los directamente ao puto do que não dormir e andar a tentar tirar com a bomba.
Outra razão é que o Gabriel anda muito interessado na comida a sério. Segue muito atento o percurso mão / boca e depois desfaz-se em sorrisos e até deita a língua de fora :)
Qualquer dia vou experimentar dar-lhe a provar um bocadinho de banana para ver a reacção e já lhe comprei colheres todas janotas para ele se ir habituando.

Aquilo que continua a ser muito difícil são os sonos durante o dia. De noite adormece por volta das 21h, volta a mamar cerca das 23h e depois acorda entre as 6h00 e as 7h00. A seguir a esta mamada quer brincar um bocadinho, mas depois dorme mais 2h/3h.
Depois já é muito difícil que durma. Para me ajudar tenho usado as teorias da Tracy Hogg. Gostei muito do livro e ajudou-me a entender muitas coisas do Gabriel.
Durante uma semana começámos uma rotina de sestas e com o cuidado de levar o bebé para dormir assim que mostrava o primeiro sinal de cansaço.
Estava a correr muito bem, o bebé já nem chorava quando era altura de dormir. Foi aí que cometi um erro gravissimo ao tentar que a minha mãe aprendesse a adormecer o bebé.
Desde essas tentativas que o Gabriel voltou a chorar até à exaustão sempre que é altura da sesta e mostrou estar cansado :( É desesperante tê-lo aos gritos e a contorcer-se. E se na semana anterior já conseguia que dormisse 45m agora já só dorme 30m outra vez.
publicado por Claudia Borralho às 15:03

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Segunda-feira, 30 de Julho de 2007

3 meses

you're not a bad mother Miranda... you just didn't have THE chair!
in Sex & the City (Season 5 Episode 6 - Critical Condition)


equipado!

As últimas semanas têm sido complicadas, um puto constipado cada vez pior e uma mãe já sem saber o que fazer.
Depois de 37 aerossois (até ao momento) o puto já começa a estar melhor, mas ainda se ouve a respiração entupida e a farfalheira. O problema maior agora está em fazer o bebé dormir sem ele berrar histericamente e contorcer-se como um demónio. Na verdade o Gabriel nunca soube muito bem dormir de dia. No primeiro mês o pai adormecia-o ao colo, o segundo mês passou-o muito na sling e depois passou a dormir na cama depois de um choro de dois minutos. Agora aos três meses estamos basicamente lixados :)
Grande parte da dificuldade está no nariz entupido, nada sai com o aspirador e se eu não consigo dormir de nariz entupido imagine-se um bebé que nem se consegue assoar. Por outro lado a dificuldade para dormir de dia sempre existiu...

devil

Com os três meses chegaram muitas novidades, palra ainda mais (se é que isso é possível), já agarra muito bem a roca do hipopotamo, já se vira todo para a esquerda e de vez em quando lá treina para a direita. Se antes já esticava as pernas e fincava os pés na minha barriga, agora que está mais forte e maior é quase impossível impedi-lo de se esticar, às vezes estou mesmo a ver que ainda o deixo cair, tal é o esticanço e contorcionismo... sentado não, agora quer estar de pé e até já tenta levantar-se da espreguiçadeira. Farta-se depressa de estar a brincar e a ginasticar deitado, só está bem sentado ou o mais de pé possível (acho que isto também tem muito a ver com o nariz entupido).

P1000289

Da pediatra:
- já mede 60cm e engordou 500gr no último mês (continuar com a maminha)
- a constipação é mesmo só isso, uma constipaçãozita, continuar com os aerossois (só com soro) e levá-lo pro campo!
- está com a cabeça torta... vira-se sempre para a esquerda ou não tivesse nascido no 25 de abril... temos que o forçar a passar mais tempo a olhar para a direita

P1000309

Entretanto já fez as vacinas dos 3 meses, incluindo 1ª dose de Prevenar e Rotarix... claro que isto aliado à constipação foi uma alegria para aturar a pequena criatura berrante.

À conta disto já tive a minha quota parte de pequenos colapsos nervosos, choradeiras, sou uma mãe horrível, não sei tratar do puto etc. Valem-me como sempre as pessoas maravilha que me rodeiam, o pai da criança, a madrinha da criança, o avô da criança e uma amiga que está sempre perto e tem já uma experiência dupla de bebés muito piorzinhos ;)

P1000305
publicado por Claudia Borralho às 20:12

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Junho de 2007

berra berra berra

Todo o dia é um loop. Mama, arrota, fica feliz, sorridente e bem disposto durante meia hora a uma hora. Depois berra, berra, berra.
Ponho-o no sling. Canto. Ando à volta da mesa da sala. Começo a ficar tonta. Ele berra, berra, berra. Cospe a chucha e berra, berra, berra. Adormece. Eu tento sentar-me. Ele acorda e berra, berra, berra. Mais umas voltas à mesa da sala. Adormece. Eu sento-me. Ele continua a dormir. Penso: espero 20 minutos para que durma profundamente e vou tentar pô-lo na cama. Ao fim de 15 minutos ele acorda e berra, berra, berra... Quando dou por isso já são horas de mamar outra vez e ele começa com o choradinho de fome. O ciclo reinicia.
Começa a faltar-me a calma que tantas vezes recomendei à sofia. Os dias fora de casa correm bem. Desde que ele esteja no ovo e com algum tempo no carro em andamento.
Hoje eu já estava a entrar em curto circuito. Antes que me desse um colapso como aconteceu na passada terça feira, fui sair, meti-o no carro e fui buscar umas análises. Quando voltei fiquei uns largos minutos sentada no carro a ganhar coragem para o tirar do ovo e trazê-lo para casa.
Voltou o berreiro. Eu convenci-me de que ia colocá-lo na cama e ficar ali a pôr-lhe a chucha, a fazêr-lhe festas, a pôr o mobile a tocar o tempo que fosse preciso, mas ele havia de ali ficar. Faltava pouco mais de uma hora para ele mamar, anyway.
Fiz isso e em pouco tempo o berreiro acalmou e ele adormeceu (e daqui a meia hora já lhe vou dar de mamar...).
Agora questiono-me: será que todos os meus esforços para o fazer adormecer não-lhe causavam simplesmente mais estímulos tornando-lhe impossível adormecer?
publicado por Claudia Borralho às 13:01

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Terça-feira, 19 de Junho de 2007

o dia seguinte

Não chegou a dormir e continuou sempre a berrar de vez em quando. Como já tinham passado algumas horas fui dar-lhe de mamar. Voltou a ficar muito irritado, mas entretanto fez uma grande cagada e derreteu-se em sorrisos para mim, como que a dizer obrigado mamã, por me aturares.
Depois de trocar a fralda continuava muito agitado, mas pelo menos já não berrava. Fui pô-lo no berço e fui eu também tentar dormir que bem precisava. Ele continuou sempre muito agitado e cheio de gases. Adormeceu passado umas duas horas, depois de muitas massagens na barriga (daquelas que parece que estamos a espremer um boneco anti stress) e muitas recolocações de chucha. Só acordou com fome passado três horas! Três horas que eu dormi que foi uma maravilha. Ele mamou e voltou a ficar agitado, mas desta vez adormeceu mais rápido para só acordar outras três horas mais tarde. Desta vez mamou mas já não dormiu até à mamada seguinte. Ia alternando períodos calmos com de alguma agitação. Eu consegui ir dormitando mais uma hora. Agora de manhã esteve um período calmo que me permitiu tomar banho (obrigada filhote!) e depois voltou a berrar um bocadinho. Acalmava-se no ombro, em posição de arroto, mas não havia forma de arrotar. Pu-lo na sling, mas hoje já foi calmante quase imediato. E o melhor de tudo foi que consegui colocá-lo na caminha de grades embrulhadinho a dormir. Acho que agora deve fazer um intervalo grande, já que à bocado não chegou a dormir e mamou muito bem.

Por causa disto ontem já nem vimos o pai, e hoje também não o vemos porque é dia de ele ir jogar à bola :(
publicado por Claudia Borralho às 10:22

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 18 de Junho de 2007

dia para esquecer

Durante a noite acordaste a intervalos de 2 horas a berrar com cólicas. Já não tinhas cólicas há tanto tempo que eu já nem sei tratar disto. E tem sido assim o resto do dia, acordas, mamas e desatas num berreiro dilacerante. Eventualmente acabas por adormecer. Já não sei o que hei-de fazer.
Ponho-te no sling e percorro a casa dum lado ao outro ao mesmo tempo que vou cantando o repertório José Barata Moura. Aos poucos vais acalmando. Se me tento sentar começa de novo e lá vou eu andar outra vez pela casa.
Depois de arrotar pareces ficar ainda mais irritado. Não deitas bolsado para fora, mas dá para ver que tens bolsado na boca... será azia?

Banda sonora do post: gritos desesperados do gabriel, voz da mãe a cantar em tom cansado e muitos passos pela casa...


Estou cansada.
publicado por Claudia Borralho às 18:28

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Maio de 2007

Linguagem Universal de Bebés (dos 0 aos 3 meses)

Coincidências... Depois de o bebé chorar desalmadamente com as cólicas, de uma fralda trocada com ele sem parar de berrar e espernear, de mamar enquanto esbracejava e dava uns punzinhos, de lhe notar o nariz muito entupido, usar pela primeira vez o nahrinel, aspirar-lhe o nariz três vezes para sair montes de ranhoca amarela, medir-lhe a temperatura (estava normal!), voltar a trocar uma fralda toda cagada e acabar por enfiá-lo novamente na sling, eis que ligo a televisão, sento-me no sofá e no programa da oprah falam sobre a linguagem dos bebés. É importante escutar com atenção os sonzinhos que fazem antes de começar a chorar histéricamente. Assim há 5 palavras que todos os bebés dizem:
- neh - que significa fome
- owh - sono
- heh - desconforto
- eair - gases (quando mostraram os exemplos deste eu percebi logo como é isto que eu ouço noite e dia)
- eh - arrotar

Entretanto parece-me já ter ouvido alguns sons perceptíveis no gabriel, e vou estar muito mais atenta aos sonzinhos dele. Para já, talvez esteja a resultar, ele está calminho de olho fechado, ou talvez seja só por estar na sling ;) Mas não custa experimentar, não é?

Há um DVD da moçoila que "descobriu" isto, chama-se "Dunstan Baby Language". E aqui está o site oficial.
publicado por Claudia Borralho às 17:57

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

.subscrever feeds

.o nosso bebé

Gabriel - 25 / 4 / 2007
Nasceu a 25 de Abril de 2007 às 40 semanas e 2 dias com 3450gr e 50cm com Apgar 10 logo ao 1º minuto! :D

.coisas da mãe

. Fiz eu!

. Ilha das Maçãs

.babies around us

Rafael - 06 / 04 / 2001
João Miguel - 09 / 07 / 2003
Marta & Beatriz - 13 / 04 / 2005
Bé (Beatriz) - 22 / 05 / 2005
Vasco - 21 / 08 / 2005
Gustavo - 18 / 11 / 2005
Matilde - 16 / 01 / 2006
André - 28 / 04 / 2006
João - 20 / 02 / 2007
Maria Leonor - 12 / 09 / 2007
Bernardo - 12 / 10 / 2007
Leonor - 2 / 12 / 2007
Rita - 6 / 12 / 2007

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.pesquisar