Lilypie 1st Birthday Ticker
Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008

Últimas do pestinha

Já gatinha muito bem, mas ainda se arrasta quando lhe convém :) é assim do tipo, bom já que estou deitado arrasto-me não vou perder tempo a pôr-me de gatas!
Também já se consegue sentar sozinho :) no outro dia até o fomos encontrar sentado na cama.
E no sábado pôs-se de pé pela primeira vez. A gata lá deitada foi a motivação ideal para se ir esticando, esticando. Primeiro de joelhos e depois de pé! E quando conseguiu a gata fugiu-lhe e ele caiu de rabo redondo no chão :)
Mudamos finalmente a posição do estrado da cama dele mais para baixo. UFA! que já andava sempre a espreitá-lo para ver se não se andava a pendurar para o lado de fora! (na cama nunca fez nada disto, mas no troca fraldas os quase mergulhos são recorrentes.
Anda muito constipado, cheio de tosse, expectoração e farfalheira. E agora deu-lhe para não comer o almoço e lanchar pouca coisa. Cerra-me aquela boquinha com cola e é um desespero que só visto. Ainda não percebemos se andará com falta de apetite por causa da constipação ou se deu em vegetariano e recusa-se a comer a sopa com carne.
O jantar come tudo, será por a sopa já não ter carne ou já tem tanta fome que marcha tudo? Mas não consigo perceber porque não lancha a papa toda, afinal é a sua refeição favorita.
À noite agora deu-lhe para querer um biberão para dormir... Estará a compensar a falta de comida durante o dia ou habituou-se ao miminho? Ainda por cima troca-nos as voltas todas. Ora acorda às 23h ou às 3h para o biberão ou quando planeamos dar-lho às 22h para que não acorde a horas estranhas resolte rebentar em gritaria às 20h30...
E para terminar, ontem a avó P descobriu que o puto gosta de turrinhas lol. Turrinha Gabriel, turrinha e ele dá!
publicado por Claudia Borralho às 10:14

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

7 meses de Gabriel

Como sempre estás lindo :)
No último mês já provaste alho francês, abóbora, coentros, feijão verde, agrião, nabo, banana, papa de arroz, arroz e papas com gluten. Nos últimos dias provaste bolacha maria (continuas a não saber o que fazer com ela), iogurte natural e couve flor. E já comes sopa e fruta ao jantar em vez de papa.
Detestas alface e feijão verde (nem disfarçado com alho francês, coentros e uma colher de papa te convenço) e também não achaste muita piada à couve flor. Gostas muito de banana, de qualquer papa e de iogurte com bolacha. Também já provaste todas as carnes, borrego, frango, peru e vitela, comes todas, só torces um bocadinho o nariz ao frango (mas acho que é por ter sido cozinhado com a alface).
Comes e engoles muito bem sozinho, mas de vez em quando fartas-te de estar a comer e mãe usa a chucha para abrires a boca. Quando estás cheio pura e simplesmente deixas de engolir. Já consegui que comesses uma papa inteirinha sem chucha e na creche dizem-me que comes sempre a sopa sem chucha :)

Quando estás com fome és muito engraçado. Sempre ouvi dizer que os bebés com fome acalmavam ao ver os pais a preparar a comida, seja o biberão ou a papa, etc. Tu és exactamente ao contrário.
Estás muito bem e começas a ver-me preparar a papa ou pegar na sopa ou chocalhar o biberão. Parece que te apercebes nesse momento que tens fome e começa uma impaciência gritada que só visto, como que a dizeres: é isso pá! tenho fome! dá-me cá isso já que eu quero comer!!!



Continuas a dormir muito bem, mais ou menos das 19h30 às 7h00, mas nos últimos dias é às vezes difícil adormeceres. Tu que já adormecias sempre sozinho agarrado à fraldinha, agora precisas de agarrar o braço da mãe, de ouvir uma musiquinha e às vezes de um colinho. Pareces ter mesmo medo de te deixarem sozinho e agarras-me com uma fúria e violência impressionante. Tenho aqui uns arranhões na mão a provar isso!
Depois de acordar brincas cerca de uma hora e depois dormes uma sesta prai de uma hora também. A partir daqui o teu dia tem ciclos de 2 horas :) Brincas duas horas e depois tens de dormir, chato chato é teres fome e sono ao mesmo tempo, e o pior é que isso acontece quase sempre ao almoço e ao jantar!

Adoras o banho. Podes estar a resmungar de sono, podes até estar já meio a dormir na cadeira de comer, mas para o banho estás sempre bem disposto. Agarras o boneco e já não o largas e chapinhas ;) E nem te chateias muito que te despeje água pela cabeça, qualquer dia até já tomas duche!
Quando acaba o banho lá volta a resmunguice.



Já te locomoves sentado aos pulinhos e às vezes a rastejar. Nesta área o teu desenvolvimento é estrondoso, todos os dias há novidades. Se no passado fim de semana te atiravas de cabeça e lá batias com a tola no chão, ontem já te colocavas quase de gatas e não caias. Para alcançar os brinquedos já começas a colocar os joelhos na posição de gatinhanço e tudo. Está mesmo para breve começares a gatinhar.

Continuas a gostar muito de brincar ao cucu. Se te tapo a ti, tu tiras rapidamente a fralda e olhas para mim a rir, como que a dizer: atao o cucu? Se tapar eu a cara tu vais logo tentar tirar a fralda :)
Gostas de tudo o que é brinquedo e queres agarrá-los todos. Um para cada mão e quantos mais melhor. Brincas até com os botões e fechos da roupa da mãe sempre que vais no sling.



De vez em quando estás um bocadinho mais irritado. Babas mais do que nunca e estás sempre a roçar com tudo nas gengivas. E andas com o rabito mais assado. Mas dentinhos ainda nada de aparecerem.


ps. A mãe anda tão triste de não ter tempo para estar contigo. Mesmo com a tal "benesse" das duas horas de aleitamento tem que se levantar a correr de manhã para te levar à creche e depois quando te vai buscar tu estás tão cansadinho que só queres comer, banho e dormir de seguida. :(
Mas hoje pedi para trabalhar em casa e estivemos a brincar de manhã, foi tão bom não foi bebé? Foste um bocadinho mais tarde para a creche e também te vou buscar mais cedo :)
É uma sorte gigante a mãe ter a sorte de a deixarem fazer isto de vez em quando!

publicado por Claudia Borralho às 13:43

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Novembro de 2007

gatinhar sem gatas

Ontem ao chegar à creche dizem-me assim: "Temos novidades!! :D Já gatinha!"
Eu: "Já gatinha? Mas de gatas mesmo?"
Creche: "Não. Gatinha de rabo. Está sentado e vai avançando aos pulinhos."
Eu: "Ahhh mas isso já ele faz em casa!!!"

Hehe eu devo ser das únicas mães que ali anda que nunca se espanta com o que o puto faz, até agora os desenvolvimentos têm sido todos em casa e eu é que levo as novidades para a creche.

À noite contei a história ao pai... "Atão mas ele tá farto de fazer isso!!!"
Hehe e o pai também nunca perde pitada!!!! E até a avó já o tinha visto treinar isto!
publicado por Claudia Borralho às 10:03

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 20 de Novembro de 2007

Dúvida existencial

Agora que a pequena criatura está quase a gatinhar eu questiono-me:
será boa ideia andar a limpar o chão mais frequentemente ou assim como assim até é boa a porcaria para ele criar muitos anticorpos e tal?

Can you be too clean?

If you're looking at a trail of crumbs over the floor and feeling guilty, or letting the dog slobber all over your toddler, or not keeping your house spotlessly clean all the time, you can stop worrying. Though your baby may have a few more colds now than her peers living in spotless environments, she may be less likely to suffer chronic problems with asthma and allergies later in life, according to the latest research.

Over the past few decades, there has been a huge increase in the numbers of children with asthma and allergies worldwide, particularly in developed countries. In 1989, an epidemiologist writing in the British Medical Journal suggested that the rise in allergies might be due to declining family sizes and higher standards of cleanliness; these two circumstances provide young children with less exposure to germs. This, in turn, is thought to give children's still-developing immune systems less practice in fighting off intruders. The result, the theory goes, is that the under-challenged immune system wants to be used, so it becomes primed to see harmless substances like dust and pollen as dangerous invaders, leading to allergies and asthma.

Recent studies show that there may be some truth to this idea, which has come to be known in medical circles as "the hygiene hypothesis". In 1997, a study of almost 12,000 families in England and Scotland found that the more children a family had, the less the incidence of asthma. A May 2000 study in an American journal reported that among almost 1,200 teenagers in Canada, those who grew up on farms were 40 per cent less likely to have asthma than their urban and suburban counterparts.

And in a more comprehensive study, scientists at the University of Arizona followed a group of 1,035 children from infancy until they were as old as 13. They found that among babies under six months, those who had older siblings or were in nursery were more likely to have asthma symptoms such as wheezing. But after the age of six, these same children were 40 per cent less likely to be suffering from asthma.

"What do siblings, animals, and nursery have in common?" asks Dr Thomas Ball, assistant professor of Clinical Paediatrics at the University of Arizona and one of the authors of the study. It sounds unpleasant, but the answer is probably contact with trace amounts of faeces. Ball speculates that what actually causes that decrease in asthma later isn't actually the number of infections a baby has, but rather the amount of contact she has with endotoxins, which are substances that are given off by bacteria when they die. Faeces are loaded with them.

But the important thing to note from Ball's study is that the window of opportunity for affecting the developing immune system seems to occur during the first year of life. Research has shown that a baby's immune system begins preparing for microbial onslaught even before birth, with the placenta acting as a filter that lets through small amounts of innocuous allergens and microbes. Babies, it seems, are born ready to have their immune systems challenged.

So don't stress too much about the various bugs your baby may be encountering at nursery or from the family pet. They may be the best thing for her in the long run!

in babycenter.co.uk
sinto-me:
publicado por Claudia Borralho às 20:16

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Novembro de 2007

um reguila de primeira

Quando nos perguntam como se está a dar o bebé na creche, tanto eu como o pai respondemos sempre que é o melhor da turma :)
A verdade verdadinha é que o puto, apesar de ser dos mais novinhos, que ainda nem anda nem gatinha, é dos maiores reguilas que lá anda.
As queixas são diárias: puxa-me os cabelos e agarra-me o nariz! tá sempre a tirar as meias!, é uma aventura trocar-lhe a fralda!

Eu só me rio... quando começar a gatinhar* e a andar é que eu quero ver como é :) ui ui


*já está a treinar-se nos gatinhanços, fica muito frustrado de ainda não conseguir e lá vêm os gritinhos, mas de vez em quando lá está ele meio de gatas a tentar avançar, hehe, é uma delícia vê-lo, ouvi-lo é que nem por isso LOL
publicado por Claudia Borralho às 09:44

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007

6 meses de gabriel

É inacreditável como já passaram 6 meses. Meio ano, pá!

São tantas coisas para registar que nem sei bem por onde começar. Começamos pelos números então.
Medes agora 66cm e já pesas 6,700Kg. Como diz a pediatra, da forma como te mexes vais sempre ser um bebé magrinho.
Todos os dias os comentários que vêm da creche são que te mexes muito, nem para trocar a fralda estás sossegado. Num segundo já te viraste de barriga, tens tanta força que a puxar pelo boneco da música quase te levantas. E é quase impossível tirar-te uma foto que não esteja tremida ou desfocada.

Cada vez detestas mais a sopa... é um martírio ao fim de semana. A mãe tem sempre uma sopa nova e tu não gostas nada. Choras, berras, cerras a boca, e a mãe idem ;) Este mês vais experimentar ainda mais coisas novas, abóbora, agrião, alho francês, feijão verde, frango, peru, vitela e papas com gluten. Nem quero imaginar quando chegarmos aos 7 meses e tu passares a comer duas sopas por dia.

Este fim de semana trocamos a cenoura pela abóbora e o borrego pelo frango, manteve-se a alface, a batata e a cebola. Foi um berreiro descomunal, sopa por todo lado. Sopa no chão (o gato vai lá e lambe), sopa no gabriel, sopa na mãe, sopa no pai, sopa na cadeira e sopa no cortinado!
Com a mudança da hora então foi ainda pior, a mãe a tentar convencer-te a abrir a boca quando tu só querias dormir.

A papa continuas a gostar muito, até já lhe misturei a tua fruta e tu gostaste na mesma. À tarde vens tão cansado da creche que chegas a adormecer enquanto comes a papa. Completamente KO.

Depois do jantar, tomas banho. Agora já tomas banho sempre sentado e com os teus brinquedos :) De vez em quando estás prai virado e chapinhas aquilo tudo, o que vale é que a mãe é inteligente e dá-te o banho posicionada atrás de ti... porque senão precisava dum impermeável.

Depois da banhoca ficas logo muito impaciente, tem de ser vestir e pôr cremes em contra-relógio. A mãe deita-te e tu adormeces em três tempos. Já dormes no teu quarto e adormeces quase sempre sózinho. Dormes a noite toda, toda, toda até ao dia seguinte - 12h de seguida.

Nunca te apetece o leite a meio da noite, nem o do pequeno-almoço. É uma chatice puto, porque tu precisas beber o leite! Às vezes lá vai enganado ou com a ajuda da papa e bebe uma quantidadezita considerável, mas geralmente fica-se no máximo pelos 70ml.
O leite do lanche bebes muito bem na creche, passamos agora para os 240ml, mas em casa ficas geralmente pelos 170ml.

Tentas agarrar tudo o que passa no teu raio de alcance e visão. Estendes os braços e agarras. E já te sentas :) Ainda tombas sempre que te distrais com qualquer coisa para agarrar, mas de cada vez aguentas mais tempo. Claro que ficar sentado é um bocadinho incompatível com o teu nível de irrequieto ;)

Continuas hiper simpático. Toda a gente se ri para ti e derrete à tua volta. Ris-te para toda a gente :) As gargalhadas é que não são fáceis, és simpático mas um público exigente, mas com muita maluquice a mãe lá vai tendo a sua dose diária de gargalhadas.

A maior sessão de gargalhadas foi totalmente inesperada, aproveitei ainda estares calminho para te ler um livro e mostrar-te os desenhos ao deitar. Foi o "Adivinha quanto eu gosto de ti" que nos deu a Lia, tu adoraste! Ris-te e ris-te à gargalhada, depois ficaste cansadinho e impaciente. Apagou-se a luz e apagaste tu :)
sinto-me: orgulhosa
publicado por Claudia Borralho às 13:12

link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

Começar a usar um copinho

It's not too early to introduce a cup to your baby. Many babies can take their first sips as early as 4 or 5 months and are ready to handle a cup sometime between 6 and 12 months.

Try piquing your baby's interest in a cup by shopping for one with a bright color or appealing picture on it. A sippy cup, which has a top with a spout, may be easier for your baby to use; spill-proof types are great at preventing messes. A cup with a straw is also a good learning tool, though slightly more difficult to clean. Choose a cup with handles on the sides as a starter model, since it will be easier for your baby to hold. And, of course, any cup you use ought to be unbreakable — you can count on it being flung to the ground often.

Introduce a cup gradually, perhaps during one feeding a day at first. Holding your baby securely and upright, bring the cup to his mouth and tilt it just a little. Be patient as your baby will likely make a mess as he practices lapping and then drinking.

If your baby seems to have trouble with the first cup you try, consider a different type or brand. Some sippy cups have a valve that works almost too well, making it hard to get liquid out. Your baby may also find a cup with a nipple-like spout easier or more appealing. Because sipping is different from sucking, some parents find it easiest to start with a lidless cup, tilting it to the baby's mouth, until she gets the general idea that this is a new feeding source.

publicado por Claudia Borralho às 09:58

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Outubro de 2007

Sentado

Já se começa a aguentar mais tempo sentado. Agora tomba para os lados em câmara lenta :)
publicado por Claudia Borralho às 11:22

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007

Your 5-month-old: Week 4

Your baby now sees and hears the world almost as well as you do. Her communication skills are expanding rapidly, too, as evidenced by her squeals, bubbling sounds, and operatic octave changes. Her sounds can demonstrate her attitude or response to objects — such as happiness, eagerness, or even satisfaction — with a problem well solved.

At this age, about half of babies babble, repeating one syllable — such as "ba," "ma," "ga," or other consonant-vowel combinations — over and over. A few will even add another syllable or two, making their sounds more complex.

You can encourage your baby by babbling right back at her and by making a game of it ("The sheep says, 'baaa,'" or "The goat says, 'maaa'"). Or, when you hear a syllable you can't identify, just respond enthusiastically with, "Yes, that is a car! See how shiny the red paint is?" Your baby will appreciate your encouraging her by keeping the conversation going.


O Tiago passa-se com isto, mas eu costumo guinchar de volta para o Gabriel e ele adora!!!! hehehe

Your baby's development is now working in your favor when she's fussy: She's increasingly distractible. Intensely interested in the world around her, her rapidly evolving brain zeroes in on things that are new and different. So when your baby is a little cranky, use her growing interest in novelty to your advantage by making a funny noise, singing a song, gently banging a pot — any change from the norm may snap her out of her grumpy mood.
publicado por Claudia Borralho às 10:41

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 25 de Setembro de 2007

5 meses de Gabriel

O teu desenvolvimento visual e motor é fascinante. Agora olhas, percebes o que queres e vais lá tentar agarrá-lo! Ponho-te a chucha para que acalmes a actividade e adormeças e tu primeiro parece que vais adormecer, mas depois pegas na chucha com dois dedos e ficas a olhar para ela, como que a pensar: que raio é isto que me enfiam na boca e eu gosto tanto?
Às vezes é um fartote de rir, estás na espreguiçadeira e se pego nas fitas para te arrastar para outro lado, tu esticas logo os bracinhos para agarrar as fitas.
Quando estás no chão, viras-te em menos de um segundo e tentas chegar ao brinquedo que mais queres. Quase sempre tentas agarrar um que seja azul, adoras o wiggly da imaginarium e a bola maluca do benfica (que não é azul, mas tu adoras na mesma).

Falta um bocadinho assim

No outro dia desatas-te a gargalhar enquanto te dava a sopa. Filhote, eu percebo que seja divertido, mas meu malandreco eu preciso é que tu feches a boca e engules a sopa e não que te desmanches a rir!!!
Gostas mais de papa, mas comes a sopa com igual gosto. Vais abrindo a boca cada vez que vês a colher, depois chega o limite e cerras a boquita. Aqui não entra mais :)

primeira sopa

Também não estranhaste a creche, ficas lá feliz e risonho para as educadoras e auxiliares, até quando te trocam a fralda dás gargalhadas e ainda só uma vez é que te encontramos a chorar. Dormir é que não é lá muito contigo, há tanta coisa para ver não é bebé?

Não me parece que tenhas sentido falta da maminha nestes dias, mas já reparei uma vez ou outra virares a cabeça e abrires a boca toda à procura da mamoca. Não te preocupes bebé, que vais ter a tua mamoca de volta.

A forma de comunicação também mudou. Durante as férias já tinhas começado a dar uns guinchinhos de satisfação. Agora é guinchadeira para tudo :)
Outra muito gira é que tiveste uma noite de locomoção nocturna. Só adormeceste todo virado para a esquerda, fomos dar contigo quase a dormir de barriga para baixo. Conta a avó M que a certa altura levantaste a cabeça e os braços, sempre a dormir, e lá te viraste para a direita de barriga para cima.
De manhã ainda adormeceste todo viradinho para a esquerda e depois, pufff, nunca mais voltou a acontecer outra vez ;)
publicado por Claudia Borralho às 14:36

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

.subscrever feeds

.o nosso bebé

Gabriel - 25 / 4 / 2007
Nasceu a 25 de Abril de 2007 às 40 semanas e 2 dias com 3450gr e 50cm com Apgar 10 logo ao 1º minuto! :D

.coisas da mãe

. Fiz eu!

. Ilha das Maçãs

.babies around us

Rafael - 06 / 04 / 2001
João Miguel - 09 / 07 / 2003
Marta & Beatriz - 13 / 04 / 2005
Bé (Beatriz) - 22 / 05 / 2005
Vasco - 21 / 08 / 2005
Gustavo - 18 / 11 / 2005
Matilde - 16 / 01 / 2006
André - 28 / 04 / 2006
João - 20 / 02 / 2007
Maria Leonor - 12 / 09 / 2007
Bernardo - 12 / 10 / 2007
Leonor - 2 / 12 / 2007
Rita - 6 / 12 / 2007

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.pesquisar