Lilypie 1st Birthday Ticker
Segunda-feira, 12 de Novembro de 2007

novos modelos de babetes

No fim de semana fui aproveitando as sestas do puto e já cá estão novos modelos de babetes. E agora sim, está tudo a postos para as encomendas.
É só dar um saltinho aqui!

sinto-me: happy
publicado por Claudia Borralho às 10:54

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 9 de Novembro de 2007

Para as meninas que gostaram dos babetes

Neste site vão aparecer babetes novos, para já está disponível este, mas mais virão.
É através do blog "Fiz eu!" que vão poder encomendar (vai lá aparecer um link na barra lateral).

O preço esse é fantástico :) €3,90 + portes de envio (+/- €2)
sinto-me: happy
publicado por Claudia Borralho às 20:42

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Fiz Eu!!!



O gabriel parece ter gostado, e vocês quando vão encomendar o vosso?

Tomem nota:
1.  Muito absorventes
2. Interior impermeável
3. Lavável na máquina
4. Fecho ajustável em velcro
5. Bolsa “segura porcaria”
6. Exterior 100% algodão e interior em borracha sintética
7. Super coloridos

Mais pormenores aqui.
publicado por Claudia Borralho às 12:31

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Terça-feira, 30 de Outubro de 2007

regra lá de casa

Válido para camisolas, tshirts, bodies... tudo o que se enfie pela cabeça.
Se custa a passar na cabeça é logo arrumado, pode ser novo, pode até ter sido a primeira vez que vestiu, pode servir muito bem, yada yada yada, se custou a passar na cabeça será certamente a última vez que o vestiu.
tags:
publicado por Claudia Borralho às 15:50

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 30 de Agosto de 2007

roupinhas

Vocês sabiam que na Decathlon há roupas muita giras prós miúdos??? (a partir dos 6 meses) E têm saldos até 15 de Setembro.
tags:
publicado por Claudia Borralho às 15:15

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 27 de Agosto de 2007

terapia

Acordo com as mamas desconfortáveis de tanto leite. Estão tão grandes que o que me acorda são as dores nas costas, insuportáveis, devido às más posições a dormir por causa destas mamas tão cheias que nem consigo baixar os braços convenientemente.
Depois o bebé mama. Às vezes estão tão cheias que chegam a doer e tenho mesmo que tirar o leite com a bomba.
Fico melhor mas não por muito tempo. Agora a mamada não parece satisfazer o bebé. Será possível que eu já não tenha leite? Mas ele não quer mais leite? Esteve aqui tão pouco tempo. Bom... ele não parece estar a resmungar. Deve ter querido comer pouco.
Chega a próxima mamada... agora não está mesmo satisfeito. Eu bem tento que pegue na mama, mas ele não quer e larga logo a seguir. Chora zangado. E mais uma vez tento que ele pegue na mama. Apalpo-a. Parece ter leite? Está molinha? Não o quero a chorar. Passo-o para a outra mama. Agarra-se a ela desalmado, mas dura pouco tempo. Já a largou e está outra vez zangado. Acabo por lhe oferecer um biberão de suplemento. Ele bebe o que lhe apetece e termina com um sorriso.
Eu é que não sorrio por dentro, ou melhor, fico felicissima e muito aliviada do ver satisfeito, mas pouco depois começa a remoer. Porque tenho tanto leite ao acordar e depois me falta??? Porquê tanto desconforto se depois lhe tenho de dar suplemento???

A roupa é outro problema. Durante a gravidez são só atenções para a mãe. Assim que o bebé nasce a mãe não passa para segundo plano. A mãe simplesmente deixa de ser importante. Toda a gente vem com uma prendinha para o bebé. Muita roupinha para o bebé. Ele precisa é verdade. E tantas, tantas roupinhas que lhe deram e ele nem as vai chegar a vestir. Ou porque são muito grandes, ou muito frescas, ou muito quentes.
E para a mãe? A mãe também não tem o que vestir! Porque não trazem uma prendinha para a mãe?
Estou tão cansada de não ter o que vestir. De colocar todos os dias as mesmas tshirts desengonçadas. De não conseguir vestir o que quero. De procurar qualquer coisa gira no guarda-roupa e nada me servir. Não me servem as calças, não me servem as camisolas, não me servem as camisas, nem as tshirts, nem os soutiens!

E também já não posso ouvir as avós. Faz-me confusão a capacidade que as avós têm para deixar o bebé a chorar desesperado. No fim de semana fizemos visitas a amigos, já a pensar que se calhar lá voltariamos com um bebé irritado e a chorar superestimulado para casa. E afinal não, o bebé ficou feliz da vida.
E no entanto, bastam umas horas (às vezes até só uns minutos) com uma avó, para o bebé ficar zangado e vermelho de tanto gritar.
Nós parvos, tentamos ajudar o relacionamento avó/neto. Quando o bebé começa a estar cansado, falem baixinho com o bebé (o gabriel assusta-se com todos os sons altos), falem-lhe devagarinho, assim calminho.
As avós também não sabem reconhecer que já não têm a idade de antes. Estão convencidas que o neto é o filho ou a filha que tiveram há trinta anos atrás. O bebé já lhes pesa nos braços e em vez de o darem a outra pessoa continuam a agarrar-se a ele e tentam sentá-lo em cima de uma mesa ou em cima do sofá. Depois o bebé cai, escorrega por ali abaixo, assusta-se e chora desalmado.
Querem à viva força trocar-lhe a fralda em cima de uma mesa ou em cima do sofá, por mais que digamos que seja no chão. Do chão ele não cai.
Teimam em abaná-lo dum lado para o outro quando ele já grita de tão estimulado. Querem sempre ser elas a tentar acalmá-lo ao colo e acabam por desistir com ele já a berrar desesperado (obrigadinha, agora já tenho o bebé em sofrimento e vai ser mais difícil acalmá-lo).
Acabam muito ofendidas com o que lhes dizemos. Eu já te criei a ti! Eu já criei muitos meninos! Há trinta anos já fazia assim!

Há trinta anos não haviam cadeirinhas para o carro. Há trinta anos nem sequer era obrigatório o uso de cinto de segurança. Há trinta anos as camas de grades não tinham uma distância regulada entre as grades. Há trinta anos era moda dar leite de lata. Há trinta anos chamavam ao colostro aguadilha e esperavam pelo leite a sério para dar de mamar aos bebés.

Daqui por outros trinta anos as coisas vão concerteza ser muito diferentes do que são agora. E ainda bem, é um sinal de evolução. Mas chateia-me pensar que daqui por trinta anos eu vou, se calhar, acabar como as avós do gabriel.


Nota: este post não tem comentários, isso quer dizer que não é para comentar. Se realmente acharem que têm mais qualquer coisa a dizer mandem um mail, não comentem nos outros posts.
publicado por Claudia Borralho às 08:45

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Julho de 2007

roupinhas e maminha

O Gabriel é um bebé pequenino. Lembro-me de ter ficado quase desiludida quando numa das últimas ecografias me terem dito que o puto era percentil 50. Quer dizer... fiquei muito feliz de o saber grande e bem alimentado, mas sempre esperei ter um bebé pequenino.
Agora que está cá fora foi logo fixar-se no seu percentil pequenino.

Como sempre achei que vinha aí um bebé pequenino, comprei roupas minúsculas para levar para a maternidade. Às 39 semanas fizemos mais uma ecografia que situava o Gabriel num percentil 50/75 e quase 3,5Kg. Comecei a ficar preocupada com o tamanho das roupinhas e juntei à mala de maternidade mais duas mudas do tamanho acima (50's da HM).

Ele realmente nasceu grande. Junto com os outros bebés nascidos no mesmo dia, o Gabriel parecia ter mais um mês. E no entanto as roupas que lhe serviam bem eram as tais roupinhas minúsculas (45 la redoute e 50's petit bateau).

Com uma semana as minúsculas continuavam a servir e os "nascitta" da chicco (44's chicco) deixaram de estar a nadar.

Com um mês começou a usar 50's da chicco e 50's da HM.

Com dois meses começou a usar os 56 da HM, mas só agora deixaram de estar a nadar.

O puto é pequenino e cresce devagarinho. Claro que isto tem vantagens, ele usa, e usa, e usa a roupa dele. Não me posso queixar de lhe comprar roupa e ele só usar uma vez. Até tive o problema contrário, faltava-me roupa pequenina. Os primeiros tempos foram um stress porque não tinha roupa suficiente. Estava sempre a fazer máquinas de roupa com as quatro mudas que ele tinha.

O Gabriel não só é pequenino como parece contentar-se com pouca comida. Tapa o buraquinho e fica logo satisfeito. É mais importante para ele dormir que comer. E eu a desesperar a olhar para a balança, a tirar leite e a ver que não sai nada e sempre na expectativa de ter de lhe começar a dar o "pão com chouriço".

Ainda nunca se queixou de fome depois de comer, e a crescer eu sei que está. Não é preciso olhar para as roupas que deixam de servir, ou deixam de estar largas. Basta olhar para os refegos que lhe aparecem nas pernas. Mas o peso deixa-me ansiosa.

Estou constantemente a pensar que não engorda o suficiente. Que lhe vão querer dar suplemento, que devo estar a ficar sem leite.


Os pesos:

à nascença - 3450gr
com 7 dias - 3200gr
com um mês - 3630gr
com 2 meses - 4350gr
ontem - 4730gr

(diz a pediatra que deve engordar 500gr por mês)

quanto deve aumentar um bebé amamentado?
publicado por Claudia Borralho às 11:01

link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Julho de 2007

sapatinhos


sapatinhos
Originally uploaded by Morgy.


Foram feitos pela Catarina Madruga. Mais dela aqui.
publicado por Claudia Borralho às 17:23

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2007

Roupinhas ultra minúsculas


Roupinha Dia 1
Originally uploaded by Morgy.

Na próxima semana já começamos a fazer a mala para a maternidade.
Para já o Gabriel já tem roupa escolhida para os primeiros 4 dias e dividida em bolsinhas.

E se não servir, por ser tudo minúsculo, a mãe já começou a informar o pai das gavetas onde vai buscar as roupinhas a seguir ;) .



Roupinha Dia 2
Originally uploaded by Morgy.

publicado por Claudia Borralho às 16:52

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Gorrinhos


Gorrinhos
Originally uploaded by Morgy.

tags:
publicado por Claudia Borralho às 16:48

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.subscrever feeds

.o nosso bebé

Gabriel - 25 / 4 / 2007
Nasceu a 25 de Abril de 2007 às 40 semanas e 2 dias com 3450gr e 50cm com Apgar 10 logo ao 1º minuto! :D

.coisas da mãe

. Fiz eu!

. Ilha das Maçãs

.babies around us

Rafael - 06 / 04 / 2001
João Miguel - 09 / 07 / 2003
Marta & Beatriz - 13 / 04 / 2005
Bé (Beatriz) - 22 / 05 / 2005
Vasco - 21 / 08 / 2005
Gustavo - 18 / 11 / 2005
Matilde - 16 / 01 / 2006
André - 28 / 04 / 2006
João - 20 / 02 / 2007
Maria Leonor - 12 / 09 / 2007
Bernardo - 12 / 10 / 2007
Leonor - 2 / 12 / 2007
Rita - 6 / 12 / 2007

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.pesquisar