Lilypie 1st Birthday Ticker
Sexta-feira, 15 de Junho de 2007

Mitos há muitos

Colo: Há que desmistificar a ideia de que o colo vicia os bebés. Sentir a presença da mãe ou do pai, pele com pele, é o melhor bálsamo para um recém-nascido.

Ver e ouvir: Agir como se o bebé não visse nem ouvisse, ignorando o efeito benéfico ou nefasto dos sons, da luz e da cor, impede os pais de conhecerem melhor as reacções do bebé.

Choro: Conhecer o bebé passa por investigar o que o faz sentir-se bem e o que lhe provoca desconforto e sofrimento. Pensar «faz-lhe bem chorar» não ajuda muito.

Gente: Saltitar de ama em ama, de creche em creche e de avó em avó implica uma adaptação constante. A irregularidade na prestação de cuidados pode fazer com que o bebé se sinta inseguro e criar-lhe dificuldades futuras na criação de laços afectivos.

Dormir na cama dos pais: A tese não é consensual, mas o pedopsiquiatra Pedro Caldeira aconselha as mães de bebés difíceis a colocá-los na sua cama. «Há bebés que precisam de dormir com os pais para se sentirem bem. E a natureza explica isso: as crias humanas tinham de dormir acompanhadas para não serem comidas», diz.

Estímulos: Mais do que insistir para que os bebés aprendam coisas, é importante gozar o prazer da relação e dos afectos.

Pais perfeitos: «Pais perfeitos fazem mal aos filhos», provoca Pedro Caldeira. A pensar nos miúdos mais crescidos, o especialista condena a tentação de criar «um ambiente familiar em que não há afectos negativos ou frustração». Na sua opinião, é positivo que as crianças experimentem uma gama variada de sentimentos, o que inclui por vezes odiar os pais, ter medo deles ou sentir-se injustiçado. Negar-lhes essa oportunidade faz com que abdiquem dos seus sentimentos mais autênticos e prepara-os mal para as dificuldades. A vida é assim, alerta o especialista.

http://www.paisefilhos.iol.pt
publicado por Claudia Borralho às 17:32

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 30 de Maio de 2007

Ginástica Matinal

Hoje fizeste uma grande ginástica de manhã, a mãe até ficou espantada!
Coloquei-te no tapete de actividades de barriguita para baixo e enquanto fui ligar a músiquita (hoje ouvimos o "lovely baby") tu fazias umas flexões e esperneavas um bocadito.
Depois fui para ao pé de ti e aproveitei para bater palminhas e agitar um dos bonecos que faz barulho do lado contrário onde estavas. E não é que levantas-te essa cabecita e olhaste para onde a mãe fazia barulho? E depois ainda repetimos para o outro lado!
A mãe ficou toda contente e pensou logo em ir filmar para mostrar as proezas do seu macaquinho de circo ;D

E há bocado foi a vez da ginástica da mãe. Fomos dar um passeio à rua, até porque os gases não te deixam em paz e estavas mesmo a precisar dum passeio para acalmar.
Fomos até à casa da mãe ver o correio, depois à reciclagem deixar os kilos de junkmail. No caminho espreitamos o mini-mercado novo e vimos que o clube de video agora até tem umas mesinhas todas janotas assim tipo cafezinho. Qualquer dia vamos lá alugar um filme para ver.
Iamos a chegar à padaria/charcutaria quando vêmos o pai a ir embora de carro, ele buzinou e nós fizemos adeus. Na padaria/charcutaria compramos um pão de centeio (hummm tão bom, a mãe já comeu metade!) e claro perguntaram logo se era um bebé que eu trazia aqui dentro. A mãe mostrou-te (a mãe adora mostrar-te!) e disseram logo todos: tão pequenino, tão enroladinho :)

PS. e hoje fazes 5 semanas!
publicado por Claudia Borralho às 11:45

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Maio de 2007

sozinhos os dois

É como estamos desde ontem. Ontem o dia correu muito bem, fomos às compras de manhã e até consegui que o pituxo dormisse uma sesta rápida no quarto dele e outra na espreguiçadeira, sob o olhar atento dos gatolas.

DSC00600

O resto do dia passou-o sempre na sling. É a única maneira que tenho de o manter calmo durante o dia. Tirando o período da manhã que quando o pai estava em casa era para brincar no ginásio e ouvir músicas e que agora é a altura que uso para tomar banho, o pituxo passa o dia a acordar com cólicas, ou incómodos, ou fome, ou mimo...
No final do dia já estava muito cansada e hoje cansada continuo. Mesmo assim fomos passear de manhã na mesma e compramos chuchas novas todas giras e roupinhas.

DSC00595

A minha função todo o dia é cuidar do bebé, mas não consigo deixar de começar a stressar com a louça por arrumar, a louça suja a acumular, a roupa por lavar, a roupa estendida lá fora que qualquer dia muda de cor, os gatos a pedir atenção, as migalhas na bancada, o chão por varrer, as plantas para regar, o jantar e almoços para fazer...
Parece que estou sempre a tentar ser a super mulher e não consigo (sim, porque quem consiga fazer tudo isto é uma super mulher!).

Tê-lo na sling é muito bom, mas eu gostava muito que ele dormisse no berço ou na alcofa nem que fosse uma hora. Aproveitava para fazer qualquer coisa e deixava de me doer tanto as costas e os pontos. Ontem ao final do dia doeram-me os pontos como já não sentia há algum tempo. A dor não é muita, mas eu sinto como se fossem rebentar e isso assusta-me.

Também estou a fazer uma pequena dieta sem produtos lácteos durante 3 a 5 dias. É para ver se melhoram as cólicas do gabriel. Vou no segundo dia, mas eu acho que as cólicas ou estão na mesma ou piores. Depois desta tentativa passo à de beber chá de funcho... (claro que não deve ter ajudado às cólicas dele eu ter comido no fim de semana uma sopa cheia de couve).

Ah, e já me esquecia, o puto começou a fazer uns sorrisos maravilhosos, assim com a boca toda aberta, estão a ver? :D Eu ainda penso em tirar foto, mas tão depressa ele faz o sorriso maravilhoso como lhe dá a cólica e vem a carinha de sofrimento. Eu bem gostava de fotografar, mas naquela questão de segundos a máquina nunca está ao pé e eu até paraliso com aquele sorriso tão bom!
publicado por Claudia Borralho às 14:30

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Maio de 2007

1 mês de mãe

Ao final de um mês já me sinto mais eu. O início foi complicado e não sei como teria sido se o tiago não tivesse podido estar ao nosso lado. Há uns dias atrás consegui pela primeira vez tocar na zona da cicatriz. Ainda me faz muita impressão, mas vou-me habituando. De vez em quando ainda doi qualquer coisa, mas já é pouco.
Os loquios ainda não pararam por completo, ando de pensinhos diários, mas não deixa de ser chato continuar a ver as manchas acastanhadas, amareladas e às vezes ainda cor de rosa.
As maminhas também começam a ganhar calo e qualquer dia até volto a tomar banho normalmente, sem que os jactos de água ou a toalha me magoem (a água ainda custa, mas a toalha já se consegue chegar sem tantos cuidados).
As noites são particularmente difíceis. Eu sempre precisei de umas 9h de sono. Agora durmo cerca de 2 a 3 horas de cada vez, num total que deve variar entre as 4h e as 7h. Nem vale a pena pensar em dormir durante o dia. Não só eu não sinto sono, como o gabriel só dorme na sling... com ele na sling eu não consigo deitar-me e dormir.
Com o tiago em casa ainda houve uma vez ou outra em que dormi uma sesta de uma hora enquanto ele tomava conta do bebé, mas para a semana já ficamos só nós os dois e como tal isso vai ser impossível.
Difícil vai ser também conseguir tomar banho, mas já estou a pensar numas alternativas em que levo o puto comigo pró banho.
Também ainda não entendo como é suposto eu emagrecer enquanto amamento. Cada vez que termino uma mamada tenho uma fome enorme. Não só como mais vezes como me alimento em maior quantidade nas ditas refeições principais.
Quando voltei do hospital pesava um bocadinho menos que antes de engravidar (51 / 52 Kg) e a barriga era uma grande massa de pele flácida. Agora os órgãos já voltaram ao sítio e tenho uma barriga grandita (assim equivalente aos 3 meses de gravidez) e o peso oscila entre o bocadito menos e o mesmo que antes de engravidar (52 / 53 Kg).
Continuo a convencer-me de que se foram 9 meses a crescer, são agora 9 meses para voltar ao sítio. Para a semana já vou ver se começo a fazer uns passeios e daqui a duas semanas já vou fazer a ginástica pós parto.
publicado por Claudia Borralho às 11:27

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

.subscrever feeds

.o nosso bebé

Gabriel - 25 / 4 / 2007
Nasceu a 25 de Abril de 2007 às 40 semanas e 2 dias com 3450gr e 50cm com Apgar 10 logo ao 1º minuto! :D

.coisas da mãe

. Fiz eu!

. Ilha das Maçãs

.babies around us

Rafael - 06 / 04 / 2001
João Miguel - 09 / 07 / 2003
Marta & Beatriz - 13 / 04 / 2005
Bé (Beatriz) - 22 / 05 / 2005
Vasco - 21 / 08 / 2005
Gustavo - 18 / 11 / 2005
Matilde - 16 / 01 / 2006
André - 28 / 04 / 2006
João - 20 / 02 / 2007
Maria Leonor - 12 / 09 / 2007
Bernardo - 12 / 10 / 2007
Leonor - 2 / 12 / 2007
Rita - 6 / 12 / 2007

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.pesquisar